Notícias

Quanto mais coloridos forem os alimentos no prato, mais saudável para os olhos

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

No Brasil, existem cerca de 582 mil pessoas cegas e 6 milhões com baixa visão, de acordo com os dados do Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alimentação atua na proteção e prevenção de doenças relacionadas à visão.

Principalmente, quando se trata a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) – que pode levar à perda da visão em pessoas com mais de 65 anos. “Os alimentos ricos em vitamina A são grandes aliados, pois reduzem os riscos de agravar a doença – na forma de fotoproteção da mácula da retina do olho”, destaca a nutricionista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Sueleen Rodrigues.

Uma dieta rica em frutas, verduras e legumes de pigmentação amarela e verde costuma ser fontes ricas de carotenoides, substâncias que previnem a deterioração da mácula – responsável por nos permitir enxergar cores.

As frutas vermelhas e roxas são bons exemplos de alimentos antioxidantes, que combatem os radicais livres e são fontes de vitamina C e de flavonoides. “Elas auxiliam na prevenção contra a perda de visão e contra a degeneração macular e a redução dos riscos de desenvolver doenças, como o câncer de próstata”, explica a oftalmologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Renata Bekin.

Os peixes como sardinha, bacalhau, salmão e atum são ótimos estimulantes da boa circulação sanguínea. “Ao ingerir esses componentes, todas as estruturas oculares – especialmente a retina – receberão bastante oxigênio, essencial para a saúde dos olhos”, destaca a médica. Esses peixes são fontes de ácidos graxos, ômega 3 e das vitaminas A, B, D e E.

Os alimentos de cores laranja-amarelos e verde-escuros devem ser consumidos, no mínimo, três porções diárias desses vegetais. “A fim de, atingir de cinco a seis miligramas ao dia da vitamina”, orienta a nutricionista. Já a recomendação para os idosos é inserir de dois a quatro ovos na alimentação por dia, durante cinco semanas. “Assim, é possível reduzir o risco de degeneração macular”, enfatiza a médica.

Para prevenir o Glaucoma é necessário consumir alho e a cebola – ricas fontes de cálcio, fósforo e vitaminas B e C, ambos possuem ação contra micróbios e antiviral. “Eles agem como dilatadores dos vasos sanguíneos, diminuindo a pressão arterial”, recomenta a médica.

Segundo a Dra. Renata, o óleo de linhaça pode combater o olho seco e o azeite virgem, rico em ômega 3, é considerado um grande aliado na prevenção contra a degeneração macular, lesão que pode levar à perda irreversível da visão. “Lembrando que estes alimentos devem ser consumidos em todas as épocas do ano, não apenas no verão. Embora, seja nesta época do ano, que as pessoas mais descuidam da alimentação, colaborando para as infecções oportunistas”, ressalta a médica.

Segue alguns exemplos de alimentos que devem ser consumidos diariamente para proteger os olhos.

Ovos: uma unidade
Peixes: um filé
Mamão papaia: uma unidade
Laranja: uma unidade
Pêssego: uma unidade
Caqui: uma unidade grande
Couve: uma escumadeira
Repolho: uma escumadeira
Espinafre: uma escumadeira
Brócolis cozido: uma escumadeira
Milho: uma xícara.

Data: 11/06/2014
Fonte: www.blogdasaude.com.br

©2018 Posenato Laboratório Clínico

Procurar